27 de fev de 2009

24 de fev de 2009

Monarquia

Não gosto do silêncio,
das coisas inertes e inóculas

Gosto da voz, do flerte, do ato,
de palavras ao ouvido,
da respiração ofegante,
do olhar afito,
da mão que se perde em meu vestido

Daniela F. Siboni



Do coração

Sentou-se, no ônibus, ao lado de um desconhecido
E foram felizes para sempre.


Gabriela Cantergi


certo dia achei eles perdido no ônibus (ou no trem...)
agora achei perdidos no hd... bonitinho, né? :)

12 de fev de 2009

"A menor minoria na Terra é o indivíduo. Aqueles que negam os direitos individuais não podem se dizer defensores das minorias"
Ayn Rand


não faz muito tempo que descobri os textos de Ayn Rand... Alissa Zinovievna Rosenbaum nasceu no começo de 1905 em São Petersburgo, numa época em que a Rússia não era o melhor lugar do mundo pra se viver... mesmo depois de 1917, quando estoura a Revolução Russa, não deixa de continuar com suas idéias individualistas... defendendo as ideais de livre iniciativa e propriedade privada.

mas não era bem assim... ela não defendia o capitalismo em si. defendia o modo racional de se pensar. defendia a razão.

resumindo: ela era egoísta.

  1. A realidade existe, independentemente da observação do homem, de seus sentimentos, desejos, esperanças ou medos.
  2. A razão é o único meio do homem para perceber a realidade, sua única fonte de conhecimento, seu único guia de ação e seu meio básico de sobrevivência
  3. O homem, cada homem, é um fim em si mesmo e não um meio para o fim de outros homens. Deve existir em função de seus próprios propósitos, não se sacrificando por outros nem sacrificando outros por ele.
  4. A liberdade, num sistema político onde os homens se tratam como negociantes livres, em trocas voluntárias, com mútuo benefício e nunca como vítimas e executores, senhores e escravos.
essas são as idéias básicas do Objetivismo, doutrina política/filosófica criada a partir das idéia de Ayn Rand... ela ensinava:
  • Que o homem deve definir seus valores e decidir suas ações à luz da razão
  • Que o indivíduo tem direito de viver por amor a si próprio, sem se sacrificar pelos outros e sem esperar que os outros se sacrifiquem por ele
  • Que ninguém tem o direito de usar força física para tomar dos outros o que lhes é valioso ou de impor suas idéias sobre os outros
bom... isso é um tipo ''o que estou lendo''... longe de eu querer parecer um 'esperto' ou algo do tipo... mas as idéias dela resumem em grande parte o que eu considero como correto.
vou continuar lendo mais sobre Ayn Rand e o Objetivismo pra um dia fazer um tópico melhor do que esse um com colagens da wikipédia :)

6 de fev de 2009

- Hey

- ?

- Você é um sonhador?

- ...é.

- Não tenho visto muitos ultimamente... as coisas andam difíceis para os sonhadores. Dizem que o ato de sonhar está morto. Ninguém mais sonha. Não está morto. Foi apenas esquecido. Removido da nossa linguagem. Ninguém ensina, então ninguém sabe que existe. O sonhador é banido à obscuridade. Estou tentando mudar isso. Espero que você também esteja... sonhando todos os dias. Sonhando com nossas mãos e mentes. Nosso planeta está diante dos maiores problemas que já enfrentou. Não se entedie. Esta é a época mais fascinante em que poderíamos esperar viver. E esta apenas começando...


trecho do Walking Life

tô aqui sem muita coisa pra fazer e vendo isso.

vejam também.

é bem bacana.

1 de fev de 2009



Kilgore: I love the smell of napalm in the morning. You know, one time we had a hill bombed, for 12 hours. When it was all over, I walked up. We didn't find one of 'em, not one stinkin' dink body. The smell, you know that gasoline smell, the whole hill. Smelled like... victory. Someday this war's go ...